A importância da memória cache para as aplicações do seu negócio

A importância da memória cache para as aplicações do seu negócio

3 minutos de leitura

Apesar de ter semelhanças com a memória RAM, a memória cache armazena dados para agilizar uma aplicação após o seu uso.



Por Redação em 18/06/2021

Apesar de ter semelhanças com a memória RAM, a memória cache armazena dados para agilizar uma aplicação após o seu uso.

“Memória”,na computação, é um termo usado para descrever o armazenamento das informações. Entre tantos componentes existentes, um tem a função de agilizar a execução de aplicações, sistemas e outras plataformas: a memória cache.

Vamos supor que você entre frequentemente em um aplicativo de e-commerce para fazer feira. Uma das funções da memória cache é a de carregar as informações da aplicação o mais rapidamente possível, não impactando a sua experiência.

E por que isso acontece?

Como explica um artigo do IT Pro, esse componente vai armazenar os dados mais recentes acessados em um dispositivo. Assim, as outras funções – seja a de um smartphone ou de um computador – vão conseguir usá-los várias vezes seguidas, executando as aplicações com maior rapidez.

Caso não existisse a memória cache, cada função de uma máquina precisaria enviar um conjunto de instruções para que o smartphone ou computador pudesse executar um aplicativo, sistema ou plataforma, resultando em mais segundos para abrir, comprometendo a experiência.

Isso se reflete também na quantidade de dados que uma memória cache pode armazenar. Quanto maior a capacidade, maior será a agilidade para você acessar um aplicativo sem gargalos.

Diferenças entre memória cache e memória RAM

A memória RAM e a memória cache parecem ter tarefas similares, porém não. A memória RAM vai armazenar os dados operacionais e dos aplicativos que não estão em uso, mas podem ser utilizados em algum momento.

Seria como a sua estação de trabalho. Nela há o notebook, caneta, agenda, garrafa de café e uma caneca. A única certeza que você tem, possivelmente, é de que usará a máquina para trabalhar. No entanto, não sabe quando colocará a mão nos outros itens. Assim é a memória RAM.

Já a memória cache armazena os dados para, no futuro, as funções que precisam deles sejam acessadas imediatamente. Além disso, esse componente é executado mais rápido por estar perto da CPU, cérebro da máquina que vai executar essas instruções.

Exemplos de caso de uso do cache

Se você trabalha com desenvolvimento de aplicações, sabe bem que executá-las com agilidade é um trabalho de ponta a ponta. Ou seja, a memória cache não está somente no dispositivo do usuário final, mas nas tecnologias usadas para criar a melhor experiência para ele.

Abaixo, confira dois exemplos de como o cache pode agilizar suas plataformas para oferecer a melhor experiência.

Exemplo 1:
Você tem um e-commerce varejista e todo o portfólio à venda é um verdadeiro banco de dados (vai trazer informações de estoque, preço, parcelamento, loja mais próxima para retirada). Então, durante uma data sazonal, o acesso ao site aumenta bastante.

Para evitar congestionamento, é possível substituir parte das leituras desse banco de dados por leituras do cache. Assim você consegue acelerar o site e diminuir a latência no tráfego entre a página e o usuário. Ainda mais se o site traz conteúdo dinâmico.

Exemplo 2:
Seu time de marketing utiliza uma plataforma de Business Intelligence (BI) para consultar os dados e traçar as melhores estratégias de vendas. São consultas complexas e que vão exigir um agrupamento de informações, aumentando o tempo para aparecer um resultado.

Então, deixar os resultados de pesquisas anteriores armazenados na memória cache é uma maneira de aumentar a capacidade de resposta para novas demandas.

Ter essa ideia do que é memória cache pode ajudar a superar desafios como: o aumento de latência nas aplicações e na carga no banco de dados devido ao episódio final daquela série que todos acompanham, uma partida importante do futebol ou datas sazonais do varejo.

Sempre que suas aplicações apresentarem instabilidade, já sabe: busque entender se a memória cache está sendo executava para mitigar esses problemas.

Principais destaques desta matéria

  • Memória cache armazena dados para agilizar execução de aplicações.
  • Diferente da memória RAM, que vai guardar os dados até que eles sejam usados.
  • Confira dois exemplos de como o cache é usado para evitar instabilidade nos serviços.


Matérias relacionadas

Estratégia

Governança, risco e compliance são pilares da conformidade. Entenda o porquê

GRC, sigla para governança, risco e compliance, envolve práticas que reduzem custos corporativos, proporcionam maior segurança nos processos e transparência na operação

abandono de carrinhos Estratégia

Mais de 80% dos usuários abandonam carrinhos em e-commerces

As razões para o abandono de carrinhos são as mais diversas. Porém, o uso de tecnologia para integração da cadeia logística é uma alternativa para reduzir esse índice

esg transformacao digital Estratégia

Entenda como a transformação digital contribui para o ESG

Soluções de automação, análise de dados, cibersegurança e nuvem, entre outras, contribuem para que as empresas aprimorem seus processos e economizem recursos

tic esg Estratégia

Setor TIC está comprometido com agenda ESG, aponta Brasscom

Relatório da Associação das Empresas de TIC e de Tecnologias Digitais (Brasscom) mostra que o setor está comprometido com boas práticas ambientais, sociais e de governança