IoT combate alagamentos

IoT combate alagamentos em Marselha, na França

< 1 minuto de leitura

Em Marselha, na França, sensores inteligentes baseados em internet das coisas (IoT) detectam bueiros entupidos, o que ajuda a evitar enchentes



Por Redação em 09/12/2021

Em alguns centros urbanos, a deficiência na coleta de resíduos causa graves problemas, como enchentes e alagamentos. Quando depositado de forma inadequada, o lixo pode alcançar bueiros e galerias pluviais, o que se reflete em cheias que causam diversos transtornos, desde a perda de moradias e doenças até reflexos no trânsito e mobilidade. O acompanhamento disso é uma demanda importante das gestões municipais, que passam a contar soluções de internet das coisas (IoT) nessa gestão. Em suma, a IoT é capaz de identificar os problemas antes mesmo que eles ocorram. 

Na cidade de Marselha, na França, a IoT fornece dados exatos, em tempo real, sobre os drenos espalhados pela cidade. Todo o sistema de águas subterrâneas e bueiros agora é monitorado, em tempo real, em um serviço é executado pela GreenCityZen, em parceria com a IoT Sigfox. 

População ajuda IoT no combate a alagamentos

Com sensores que se conectam diretamente à internet, por meio da rede Sigfox, cada uma das características dos bueiros pode ser acompanhada, e isso inclui tamanho, formato, marca, imagens, status da instrumentação, taxa de capacidade e status de limpeza.

Antes do início desta colaboração, a cidade de Marselha realizava cerca de 50 mil visitas de inspeção anuais, as quais resolviam problemas em apenas metade dos bueiros. Ou seja, a IoT, além de reduzir custos de operação e manutenção do sistema, também contribui para a melhor qualidade de vida da população. 

Claro que a tecnologia não substitui a cidadania, no que diz respeito ao descarte adequado dos resíduos, nem a adequação dos sistemas de coleta, mas, certamente, como mostrou Marselha, simplifica a gestão e proporciona melhores condições de vida.



Matérias relacionadas

cidades inteligentes Inovação

Tecnologia habilita cidades inteligentes

A tecnologia permite que os municípios entendam as demandas dos cidadãos, invistam em segurança pública, melhorem o trânsito, entre outros quesitos das cidades inteligentes

usina de Ouro Branco Inovação

Parceria com Embratel habilita indústria 4.0 na Gerdau

Com tecnologia da Embratel, a Gerdau vai implantar uma rede privativa dedicada 5G e LTE 4G em uma de suas fábricas, viabilizando os conceitos da indústria 4.0

Inovação

Desenvolvimento de IA dá lugar a BPO em planejamento de CFOs, aponta Gartner

Departamentos financeiros vão investir em outsourcing para implementar inteligência artificial em seus negócios em busca de mais sucesso nos projetos

Inovação

Metaverso exigirá mais cuidado com proteção de dados

O uso de um óculos de realidade aumentada por cerca de 20 minutos pode levar à captação de 20 milhões de dados de reações, biometria e comportamento