internet pelo celular

92 milhões de brasileiros acessam a internet apenas pelo celular

2 minutos de leitura

TIC Domicílios 2022 aponta o celular como a principal fonte de conectividade no Brasil.



Por Redação em 25/05/2023

No Brasil, atualmente cerca de 92 milhões de pessoas, o que representa 62% da população, acessam a Internet apenas pelo telefone celular. O dado foi revelado pela TIC Domicílios 2022. O estudo, apresentado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), foi realizado pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

Dentre os 62% que usam somente os aparelhos celulares para acessar a internet, 64% são mulheres, pretos (63%) e pardos (67%), além daqueles pertencentes às classes D e E (84%).

Habilidades digitais

Pela primeira vez o estudo apontou dados sobre as habilidades digitais dos usuários de internet. Mais da metade dos entrevistados declararam verificar a veracidade das informações online (51%), mas entre os que somente acessam pelo celular esse índice caiu para 37%. Já no caso de usuários de múltiplos dispositivos, a preocupação com a checagem de informações subiu para 74%. 

Quando questionados sobre medidas de segurança online, como senhas fortes ou verificação em duas etapas ou múltiplos fatores, somente 33% dos que acessam exclusivamente pelo celular mostraram essa preocupação. No caso do grupo que declarou acessar a internet por múltiplos dispositivos, o índice é de 69%.  

Além disso, 23% dos que usam somente o celular adotam configurações de privacidade, contra 57% dos usuários de múltiplos dispositivos.

Conectividade

Para Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br|NIC.br, os dados indicam que aqueles que acessam a internet pelo computador demonstram mais habilidade digital. Além disso, segundo ele, “uma conectividade significativa não depende apenas de uma boa conexão à rede, mas também da qualidade dos dispositivos”.

Dentre os 149 milhões de usuários de Internet no Brasil, cerca de 142 milhões se conectam todos os dias. Os maiores índices estão entre as classes A (93%) e B (91%). As classes C, D e E aparecem em menor proporção. Cerca de 81% na C e 60% entre D e E. 

Do lado oposto, 36 milhões de brasileiros ainda não usam a internet, sendo que o maior índice está na área urbana: cerca de 29 milhões de pessoas. Desses, 35% têm como justificativa a falta interesse na rede. Somente entre a classe A, são 90% de desinteressados. 

Acesso à internet nos domicílios

A TIC Domicílios 2022 apresentou estabilidade quando o assunto é internet nos domicílios entre 2021 e 2022. Ao todo são 60 milhões de lares brasileiros que usam o serviço, representando 80% do total de domicílios no país. 

Sobre a estabilidade de conexão em áreas urbanas, são 80% contra 68% em áreas rurais. Entre as classificações de renda, a distribuição mostrou que 100% dos indivíduos enquadrados na classe A têm domicílios conectados, na B o ínidice alcança 97%, na C 87% e, entre D e E, 60%.

Conexões via cabo e fibra óptica ainda são as principais entre as instalações no Brasil, estando em 38 milhões dos domicílios. Na região sul, 72% dos domicílios adotam essa tecnologia. Na região Norte, 27% dos domicílios acessam a internet, tendo como rede principal a móvel 3G ou 4G.



Matérias relacionadas

iot em servicos financeiros Conectividade

Bancos prospectam IoT em serviços financeiros

Combinação de dispositivos inteligentes e conectividade 5G abre novas possibilidades, que ainda precisam passar pelo crivo do mercado

multicloud hibrida Conectividade

Empresas melhoram resultados com uso de multicloud híbrida

Explorar os diferenciais de funcionalidades e custos dos provedores implica novas abordagens de gerenciamento e tomada de decisão

satelite da embratel Conectividade

Cindactas da Força Aérea vão usar comunicação satelital da Embratel

Comando da Aeronáutica contrata serviços na Banda C, com satélite Star One C3

baixa conectividade significativa Conectividade

Brasil tem maioria da população com baixa conectividade significativa

Levantamento do Cetic.br/NIC.br apontou que os brasileiros tem deficiências no acesso, no uso e na apropriação da rede