ataques ciberneticos aumentaram

Ataques cibernéticos no Brasil aumentaram 7% no segundo trimestre

2 minutos de leitura

Aumento ocorreu na comparação com o mesmo período de 2022, e o setor de educação e pesquisas registrou o maior índice de ataques semanais



Por Redação em 04/08/2023

A Check Point Research (CPR) divulgou uma análise com dados atualizados sobre os ataques cibernéticos globais no segundo trimestre de 2023. Entre abril e junho (2023), os episódios aumentaram 7%, globalmente. Algumas organizações registraram, em média, 1.258 ataques por semana. De acordo com o relatório, os setores de Educação e de Pesquisas foram os que registraram o maior índice de ataques semanais. “Uma em cada 44 organizações, em todo o mundo, sofreu um ataque de ransomware toda semana”, diz o documento.

Depois da elevação na quantidade de ataques que ocorreu em função da guerra entre Rússia e Ucrânia, o cenário de ameaças voltou a um estado, considerado pelo estudo, “de normalidade”. Mas, de acordo com o documento, o uso de táticas evasivas, ataques frequentes baseados em hacktivismo e muitos ataques diários de ransomware permanecem ocorrendo, o que demonstra a necessidade de manter a vigilância e adotar medidas de cibersegurança para neutralizar possíveis ataques.

Recentemente, pesquisadores da Check Point Software divulgaram a descoberta de uma Ameaça Persistente Avançada (APT), com base na China e focada em entidades governamentais. Segundo eles, trata-se de um malware oculto, detectado por trás de aplicativos de aparência legítima. O grupo também descobriu uma nova versão da espionagem chinesa que, de certa forma, foi propagada por dispositivos USB. Outra descoberta foi a detecção de implantes de firmware maliciosos em roteadores de Internet. 

O fato é que, de acordo com a CPR, os cibercriminosos aproveitaram a revolução da inteligência artificial e plataformas de bate-papo generativas baseadas em IA, como o ChatGPT4, para atacar.

Ataques cibernéticos aumentaram globalmente

ataques ciberneticos aumentaram

No período avaliado, a África teve o maior número de ataques cibernéticos semanais por organização. A média registrada foi de 2.164 ataques, um aumento de 23% em comparação ao mesmo período de 2022. 

A América Latina registrou 1.745 ataques semanais por organização, apresentando um crescimento de 9% em média. Pontualmente no Brasil, as organizações foram atacadas 1.645 vezes por semana. Em comparação ao mesmo período de 2022, representa um aumento médio de 7%. Ainda na América Latina, a Argentina registrou aumento de 18% e o Chile de 27%. 

Por outro lado, países como Canadá e México registraram redução. Canadá 15% e México com 6%. 

Sobre os ataques de ransomware, a América Latina registrou decréscimo de -12%, de acordo com o relatório da CPR. Quando relacionado aos setores globalmente, governo/militar e saúde registraram 4% e 16%, respectivamente.


E-book gratuito: saiba como implementar uma cultura de cibersegurança na sua empresa

Saiba mais


Matérias relacionadas

computacao em nuvem Estratégia

Computação em nuvem pode gerar economia de US$ 3 trilhões até 2030

Relatório da consultoria McKinsey aponta melhorias que a tecnologia vai agregar

golpes digitais cresceram Estratégia

Golpes digitais cresceram 35% em 2023

Os golpes bancários ainda lideram a lista por segmentos, no Brasil

ia em bancos Estratégia

Uso de IA em bancos traz hiperpersonalização de atendimento

Instituições financeiras apostam na tecnologia para replicar conceito de private banking no varejo

tentativas de fraude Estratégia

Vendas de fim de ano registram cerca de R$ 83,8 milhões em tentativas de fraude

Contudo, estudo realizado pela ClearSale revelou queda de 15,7% no valor das tentativas, em relação a 2022