ataques hackers

Ataques hackers causaram prejuízos a empresas brasileiras em 2022

2 minutos de leitura

Levantamento aponta que 23% das companhias locais tiveram perdas financeiras causadas por ataques hackers no ano passado



Por Redação em 15/03/2023

A Proofpoint, empresa americana de segurança digital sediada na Califórnia, divulgou recentemente uma pesquisa apontando que pelo menos 25% das empresas brasileiras sofreram com ataques hackers em 2022.

De acordo com o levantamento, reportado pela CNN, aproximadamente 78% das empresas brasileiras tiveram pelo menos uma experiência de ataque com roubo de dados (phishing). No entanto, o dado que mais chama a atenção é o fato de que 23% dessas empresas tiveram perdas financeiras, ou seja, os ataques hackers afetaram financeiramente os negócios no Brasil. 

Em comunicado para a imprensa, Rogério Morais, vice-presidente da Proofpoint na América Latina e Caribe, declarou que, embora essas técnicas sejam usadas há anos, “em 2022 foram implantadas em grande escala”.

Ataques hackers e o impacto nos resultados financeiros

ataques hackers

A Proofpoint realizou esta mesma pesquisa em outros 14 países. No escopo do projeto, questionários respondidos por mais de 7.500 colaboradores e 1.050 profissionais de TI de empresas parceiras. Somente no Brasil, foram entrevistados 500 colaboradores e 50 profissionais de TI também de empresas parceiras.

Como o esperado, empresas brasileiras em outros países também sofrem com ataques digitais: “58% das empresas brasileiras sofreram uma tentativa de ransomware no ano passado, com 46% dos casos sendo bem-sucedidos para os hackers”, revelou a pesquisa.

Com esse tipo de ataque, os criminosos digitais impedem as vítimas de acessarem seus próprios dados nos sistemas afetados. Desta forma, eles as manipulam para o pagamento de supostos resgates de dados, geralmente com a utilização de criptomoedas ou demais transações não rastreáveis. A taxa de recuperação e acesso aos dados após o pagamento do resgate é de sete a cada 10 companhias. 

De acordo com a pesquisa realizada pela Proofpoint, durante os ataques digitais, 91% das organizações afetadas pagaram resgate, sendo que 29% já o fizeram mais de uma vez. Todavia, 92% das empresas atingidas por ransomware no Brasil tinham uma apólice de seguro para ataques digitais. 

Entre as empresas que sofreram ataques hackers em 2022 estão gigantes como a Americanas, que registrou a perda de cerca de R$ 1 bilhão em vendas após o ataque hacker registrado em fevereiro daquele ano. A Agência Nacional do Petróleo (ANP), bancos de investimentos como BR Partners e Banco Pan, e a empresa de saneamento Aegea também fazem parte desta lista de empresas afetadas por ataques hackers em 2022.


E-book gratuito: saiba como implementar uma cultura de cibersegurança na sua empresa

Saiba mais


Matérias relacionadas

gen ai preocupa Estratégia

Ascensão de GenAI preocupa líderes de compliance e privacidade

Segundo o Gartner, 70% dos líderes jurídicos, de compliance e de privacidade demonstram preocupação com a rápida ascensão de GenAI

tendencias para 2024 Estratégia

Transformação digital: confira 6 tendências para 2024

Os gastos globais com tecnologia ultrapassaram os US$ 4,5 trilhões em 2023, segundo o Gartner

ransomware Estratégia

Aumenta o número de vítimas de ransomware

Mais de 70% das organizações globais já foram assediadas por ransomware e tiveram consequências financeiras

politica nacional de ciberseguranca Estratégia

Política Nacional de Cibersegurança entra em vigor no Brasil

Entre os objetivos detalhados do decreto está prevista a regulação, fiscalização e controle para aprimorar a segurança e a resiliência cibernética nacional