cabos submarinos

Fortaleza terá zona de proteção para cabos submarinos

< 1 minuto de leitura

Acordo costurado entre governos federal e estadual pode envolver mais cidades



Por Redação em 18/06/2024

A Praia do Futuro, na capital cearense, é um ponto essencial para o mercado de telecomunicações e TI (TIC) no Brasil, pois é nela que chegam e dela que partem vários cabos submarinos. A construção de uma usina de dessalinização na região, porém, preocupava todo o setor. Agora, a ameaça foi eliminada com um acordo costurado entre os governos Federal e do Ceará, além do Ministério das Comunicações e da Anatel, a agência reguladora de telecomunicações.

De acordo com o site Telesíntese, a negociação política envolveu a mudança do local onde seria construída a usina. O deslocamento de 560 metros da área inicialmente prevista coloca, também, a infraestrutura complementar da instalação mais distante, incluindo pontos de captação e emissão de água. Em resumo, não haverá cruzamento entre os dois tipos de infraestrutura, preservando a segurança dos cabos submarinos.

Outra iniciativa seria a criação de um plano de atração de investimentos em data centers na capital nordestina. A articulação ocorre no Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, órgão responsável por infraestruturas críticas no Brasil.

Zonas de proteção

A zona de proteção no país segue o exemplo de outras nações, como Nova Zelândia e Austrália, que defendem a preservação de áreas onde estão infraestruturas críticas. No Brasil, a zona de proteção desse tipo poderá ser estendida a outras duas cidades: Rio de Janeiro (RJ) e Praia Grande (SP).

Tecnicamente, a decisão está baseada no que estabelece o Comitê Internacional de Proteção de Cabos Submarinos (ICPC). Entre os detalhes das normas estão uma distância de proteção de 75 a 500 metros em águas rasas. No caso de águas profundas, o distanciamento precisa ser superior a 500 metros ou o correspondente a duas vezes a profundidade do cabo e de outras estruturas.


E-book gratuito: Conheça as possibilidades das cidades inteligentes e como colocá-las em prática

Saiba mais


Matérias relacionadas

fraudes bancarias Estratégia

Tentativas de fraudes bancárias evitadas chegam a R$ 766 milhões no Brasil

Aumento do ticket médio é o que mais assusta em levantamento da ClearSale

hiperpersonalizacao fidelidade Estratégia

A hiperpersonalização é o próximo nível no mercado de fidelidade

Para Fernanda Barchese, da Livelo, a hiperpersonalização permitirá o acompanhamento da jornada do cliente e as escolhas das melhores recompensas

instituicoes Estratégia

Inteligência artificial eleva o poder das instituições  

Para Tania Cosentino, da Microsoft, em pouco tempo não viveremos mais sem a inteligência artificial

Estratégia

Especialista defende ‘Cloud First’ diante da digitalização dos negócios

Segundo episódio da terceira temporada da websérie da Embratel, com Silvio Meira, debate o papel da migração das empresas para a nuvem