futuro digital sustentavel Crédito: © ITU/R. Karim – via Flickr

GSR-23 traça abordagens para um futuro digital sustentável

2 minutos de leitura

Novas diretrizes são apontadas por líderes regulatórios, que acreditam na introdução de tecnologias digitais emergentes



Por Redação em 06/07/2023

Líderes regulatórios de todo o mundo concordaram com um novo conjunto de diretrizes para garantir um futuro digital inclusivo e sustentável para todos. A novidade vem das melhores práticas adotadas durante o  Simpósio Global para Reguladores da União Internacional de Telecomunicações (GSR-23) realizado recentemente em Sharm el-Sheikh, no Egito.

O GSR-23 tem como característica a definição de incentivos regulatórios e econômicos com a finalidade de estimular a implantação de infraestrutura digital para todas as pessoas em todos os lugares. 

Organizado pela Autoridade Reguladora Nacional de Telecomunicações (NTRA) do Egito, o simpósio contou com o apoio do governo local e, especificamente, de Abdel Fattah El-Sisi, presidente da República Árabe do Egito.  

“A tecnologia está avançando rapidamente e não vai esperar que a alcancemos”, disse a secretária-geral da UIT, Doreen Bogdan-Martin. De acordo com ela, a tecnologia deve beneficiar todas as pessoas do planeta. 

Futuro digital inclusivo na pauta

futuro digital sustentavel
Crédito: © ITU/ D.Woldu – via Flickr

Com o intuito de promover a conectividade universal e significativa, as diretrizes tiradas do GSR-23 consideram também as abordagens regulatórias para áreas rurais, não atendidas ou mal atendidas, bem como tecnologias emergentes.

“O setor de TIC chegou à vanguarda dos setores que impulsionam o movimento de desenvolvimento sustentável”, declarou o Dr. Amr Talaat, Ministro de Comunicações e Tecnologia da Informação do Egito. Para ele, o Simpósio Global para Reguladores vem como uma plataforma para a troca de conhecimentos e experiências. 

As Diretrizes de Melhores Práticas GSR vem, desde 2003, apontando princípios regulatórios estabelecidos para um ambiente competitivo seguro e inclusivo. As práticas de 2023 abordam incentivos para expandir a conectividade e apoiar o acesso, adoção e uso de tecnologias digitais.

De acordo com a UIT, foram identificados princípios regulatórios e políticas digitais intersetoriais inovadores. Além disso, os dados são baseados em evidências, para apoiar um futuro digital sustentável para todas as pessoas em todos os lugares. 

“O verdadeiro potencial das tecnologias emergentes está em sua capacidade de elevar e capacitar comunidades carentes, criando um futuro mais inclusivo e equitativo ”, disse Eng. Hossam El-Gamal, presidente da GSR-23. Ele também é presidente executivo da Autoridade Reguladora Nacional de Telecomunicações (NTRA) do Egito. Para El-Gamal, o novo conjunto de diretrizes facilitará a transição de usuários desconectados para usuários produtivos, que possam garantir contribuições significativas também para o desenvolvimento socioeconômico.


E-book gratuito: saiba como implementar uma cultura de cibersegurança na sua empresa

Saiba mais


Matérias relacionadas

ia na cadeia de suprimentos Estratégia

Executivo aponta ganhos com IA na cadeia de suprimentos

Para CEO da Stefanini Brasil, tecnologia pode prever e antecipar falhas em supply chain

fintechs febraban tech 2024 Estratégia

Parceria entre fintechs e bancos fortalece setor financeiro 

Evento que acontece entre 25 e 27 de junho, em São Paulo, traz uma trilha temática sobre as oportunidades conjuntas entre esses dois tipos de empresas

ciberseguranca Estratégia

Novo arsenal de golpes desafia cibersegurança

Criminosos lançam mão de tecnologias como deepfake e LLMs para atacar em várias frentes

deepfakes nas eleicoes Estratégia

Legislação pode ser aliada no combate às deepfakes 

Especialistas da área jurídica indicam necessidade de regulação do uso da tecnologia