resiliencia cibernetica

Indústria 4.0 amplia papel da segurança cibernética 

< 1 minuto de leitura

Especialista da Gerdau aponta gaps de segurança cibernética com avanço da indústria 4.0



Por Redação em 06/01/2023

A digitalização da indústria tem ganhos, incluindo o aumento da produtividade, mas também mostra vulnerabilidades que precisam ser endereçadas. É o caso da segurança cibernética, pois a Industria 4.0 é praticamente sinônimo de hiperconectividade. Na avaliação de Vitor Sena, CISO Global e DPO na Gerdau, os principais gaps de segurança cibernética nesse cenário são o perímetro fraco, falta de um inventário e a baixa visibilidade. O executivo resumiu esse ponto de vista em palestra sobre o tema durante o Security Leaders Nacional 2022. 

De acordo com ele, os dados coletados, distribuídos e analisados diariamente estão na mira do cibercrime, o que exigiria investimento em cibersegurança e processos mais robustos em Segurança da Informação e Resiliência Cibernética.

“A ideia de interligar todos esses sistemas de plantas industriais e tecnologias gerenciais tem como objetivo a troca de informações nesse ecossistema”, explica em reportagem do site Security Report. “Como estamos falando de um segmento com uma característica muito comum de ser um ambiente com equipamentos defasados, precisamos abordar a segurança nos desprendendo de velhos conceitos”, completou. 

Ele também chamou a atenção para a vulnerabilidade das infraestruturas críticas, um dos focos de ataques recentes. Outro ponto de atenção, na avaliação de Sena, é a presença de empresas sem maturidade em segurança industrial em ambientes de atuação híbrida com TI, trazendo riscos para as duas áreas.


E-book gratuito: saiba como implementar uma cultura de cibersegurança na sua empresa

Saiba mais


Matérias relacionadas

hiperpersonalizacao fidelidade Estratégia

A hiperpersonalização é o próximo nível no mercado de fidelidade

Para Fernanda Barchese, da Livelo, a hiperpersonalização permitirá o acompanhamento da jornada do cliente e as escolhas das melhores recompensas

instituicoes Estratégia

Inteligência artificial eleva o poder das instituições  

Para Tania Cosentino, da Microsoft, em pouco tempo não viveremos mais sem a inteligência artificial

Estratégia

Especialista defende ‘Cloud First’ diante da digitalização dos negócios

Segundo episódio da terceira temporada da websérie da Embratel, com Silvio Meira, debate o papel da migração das empresas para a nuvem

omnichannel Estratégia

Omnichannel: qual o próximo passo?

Para Amanda Andreone, a oferta ao cliente baseada em insights e dados é o grande caminho