abandono de carrinhos

Mais de 80% dos usuários abandonam carrinhos em e-commerces

2 minutos de leitura

As razões para o abandono de carrinhos são as mais diversas. Porém, o uso de tecnologia para integração da cadeia logística é uma alternativa para reduzir esse índice



Por Redação em 22/06/2022

Um potencial comprador entra em um e-commerce, adiciona produtos ao carrinho virtual mas sai da página sem concluir a compra. Esse abandono de carrinho pode ocorrer pelas mais diversas razões: preço do frete, prazo de entrega, meio de pagamento, falta de algum item de interesse, entre outras. 

O pior é que essa situação é bastante comum. De acordo com uma pesquisa da Salescycle, divulgada no ano passado, 81,08% dos potenciais compradores abandonam o carrinho sem finalizar a compra. 

O estudo mostra que a maior parte das desistências de compra são de itens de maior valor, como produtos automotivos ou jóias, e menciona que em tais casos os usuários podem estar apenas fazendo pesquisas de preço. Porém, outros segmentos também convivem com o problema. Por exemplo, o setor de cosméticos enfrenta 75,35% de desistência, jardinagem e DIY(do-it-yourself, ou faça você mesmo), 80,21% e itens infantis, 85,10%.

Tecnologia ajuda a reter clientes

Antes de buscar estratégias de retenção, é importante entender quais as razões que levam ao abandono de carrinhos. O cliente procurou um item e não encontrou na loja? Ou, ao concluir a escolha dos produtos, se deparou com um prazo de entrega muito longo ou frete elevado?

tecnologia

“A experiência do cliente está no centro do negócio e isso é determinante para o sucesso do varejo. O consumidor precisa ter uma boa experiência de compra, receber a mercadoria no prazo, ter suas dúvidas solucionadas, entre outras demandas”, destacou o Head de Varejo para Soluções Digitais da Embratel, Daniel Feche, em entrevista exclusiva ao Próximo Nível

Segundo ele, a tecnologia é fundamental para evitar que ocorram problemas, tais como a falta de itens em estoque. “Sistemas integrados para gestão de estoques, logística, armazenamento, frente de loja, entre outros, são decisivos para que o usuário não desista da compra”, pontuou. 

Boa gestão de dados contribui para evitar o abandono de carrinhos

Existem ainda outros motivos para a desistência da compra, como a falta de uma política de trocas e devolução satisfatória, a necessidade de cadastros complexos ou mesmo lentidão no próprio site. Tudo isso precisa ser analisado pelo e-commerce. 

“A gestão de dados é essencial para entender quais os gargalos do negócio. Os dados são fundamentais para a gestão de uma operação de varejo e  precisam ser bem utilizados”, lembrou Feche. Além disso, a inteligência artificial consegue analisar, em tempo real, o comportamento do consumidor, suas preferências e até em que estágio da navegação pela página aconteceu a desistência. 

Ao entender as principais razões para o abandono de carrinhos, o varejo pode usar estratégias para evitar que isso ocorra e, mais, adotar ações que contribuem para o cliente retornar e concretizar a compra (por exemplo, um e-mail lembrando do carrinho e oferecendo um cupom de desconto ou frete grátis, ação conhecida como remarketing). 

Quando o e-commerce consegue promover uma melhor experiência de compra, fica mais fácil fidelizar o cliente e reduzir as desistências. 


E-book gratuito: saiba como implementar uma cultura de cibersegurança na sua empresa

Saiba mais


Matérias relacionadas

desoneracao Estratégia

Mercado de TIC defende desoneração da folha de pagamentos

Projeto depende de sanção da presidência da República; se aprovado, será um estímulo ao mercado

gastos globais com TI Estratégia

Gastos globais com TI devem ultrapassar US$ 5 tri em 2024

Relatório do Gartner aponta que os segmentos de software e serviços de TI terão crescimento em 2024

computacao em nuvem Estratégia

Mercado de computação em nuvem impulsiona novas tecnologias

Apesar de estar em estágio de amadurecimento, de acordo com especialistas, o mercado de nuvem deve crescer ainda mais

edge computing Estratégia

Edge computing: aplicação permitirá novos modelos de negócios

Para 83% dos entrevistados, a edge computing é considerada essencial para aqueles que querem ter uma empresa competitiva no futuro