América Móvil aposta no 5G e no crescimento da banda larga fixa

< 1 minuto de leitura

Dona da Claro prepara oferta de FWA usando 5G e acredita que acesso a capital financeiro fará a diferença na hora de competir com provedores regionais



Por Redação em 29/07/2022

Segundo notícia do site Teletime, A América Móvil acredita que o 5G e o acesso a financiamentos farão diferença para que a empresa avance mais no mercado de banda larga fixa. Em teleconferência para apresentar os resultados financeiros do segundo trimestre, a companhia destacou o lançamento do serviço de FWA (acesso fixo sem fio, em tradução livre) no Brasil nos próximos meses como parte dessa estratégia.

A intenção é que o FWA, que usa o 5G para entregar banda larga fixa sem fio até a casa do usuário, complemente a estratégia de expansão da fibra óptica da Claro. Assim, ao invés de levar a fibra até todos os clientes, ela pode usar o 5G para conectar o modem na casa do usuário.

A América Móvil entende ainda que a oferta FWA é um diferencial competitivo na banda larga, assim como outros serviços como a TV paga e a telefonia móvel, ainda mantendo o modelo de combos tradicionais das operadoras.

Junto com a rede 5G da Claro – que vai servir para expandir a oferta do FWA – está o acesso a capital e linhas de financiamentos, algo que foi destacado pelo CEO do grupo,  Daniel Hajj, durante a conferência.

Por essa estrutura, a Claro chegou, no segundo trimestre, com redes FTTH (fibra óptica até a casa do usuário) em 24 cidades, além de apostar na sobreposição da tecnologia com o cabo em outros 11 municípios brasileiros.



Matérias relacionadas

iot em servicos financeiros Conectividade

Bancos prospectam IoT em serviços financeiros

Combinação de dispositivos inteligentes e conectividade 5G abre novas possibilidades, que ainda precisam passar pelo crivo do mercado

multicloud hibrida Conectividade

Empresas melhoram resultados com uso de multicloud híbrida

Explorar os diferenciais de funcionalidades e custos dos provedores implica novas abordagens de gerenciamento e tomada de decisão

satelite da embratel Conectividade

Cindactas da Força Aérea vão usar comunicação satelital da Embratel

Comando da Aeronáutica contrata serviços na Banda C, com satélite Star One C3

baixa conectividade significativa Conectividade

Brasil tem maioria da população com baixa conectividade significativa

Levantamento do Cetic.br/NIC.br apontou que os brasileiros tem deficiências no acesso, no uso e na apropriação da rede