apagao de profissionais de tii

Apagão de profissionais de TI pode afetar cidades digitais 

< 1 minuto de leitura

Iniciativas de smart cities ainda exigem um perfil profissional mais participativo, o que não é comum no perfil geral de TI



Por Redação em 03/01/2023

A falta de mão de obra especializada em tecnologia da informação (TI) está no radar de quem organiza os projetos de cidades inteligentes no Brasil. E não é sem razão. De acordo com o site Olhar Digital, faltam candidatos aptos para ocupar as vagas de TI neste nicho. Uma pesquisa da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), por exemplo, alertou que o déficit de profissionais de todo o ecossistema poderá chegar a 800 mil até 2025.

Na prática, isso significa que podemos ter um apagão de profissionais de TI em projetos de cidades inteligentes. E há ainda outro complicador: inciativas nessa área exigem um perfil profissional mais participativo, o que não é acompanhado pelo perfil geral de TI, cada vez operando mais remotamente e sem senso de pertencimento às empresas onde atuam. 

Ações contra “apagão” de profissionais de TI

“Em projetos de smart cities este ambiente remoto tira o calor de trocar ideias com maior fluidez. E consequentemente, na tomada de decisão mais rápida, por exemplo. Outro reflexo deste fenômeno é a materialização da lei da oferta e procura, e a matemática para isso é simples: com menos profissionais aptos, os mais tarimbados se valorizam mais, devido seus conhecimentos diferenciados”, resumiu Amaury Cunha Carvalho, advogado com especialização em direito digital e das telecomunicações. Ele também indicou caminhos para contornar esse cenário, inclusive com a revisão de programas de valorização das pessoas, com atualizações constantes por meio de programas de capacitação interna (como universidades corporativas) e a remuneração e benefícios atraentes. Outra frente envolve as iniciativas que reforçam a cultura híbrida, marcada por idas quinzenais aos escritórios, mesclados com encontros remotos objetivando dosar as experiências interpessoais em ambientes diversificados.


E-book gratuito: saiba como implementar uma cultura de cibersegurança na sua empresa

Saiba mais


Matérias relacionadas

computacao em nuvem Estratégia

Computação em nuvem pode gerar economia de US$ 3 trilhões até 2030

Relatório da consultoria McKinsey aponta melhorias que a tecnologia vai agregar

golpes digitais cresceram Estratégia

Golpes digitais cresceram 35% em 2023

Os golpes bancários ainda lideram a lista por segmentos, no Brasil

ia em bancos Estratégia

Uso de IA em bancos traz hiperpersonalização de atendimento

Instituições financeiras apostam na tecnologia para replicar conceito de private banking no varejo

tentativas de fraude Estratégia

Vendas de fim de ano registram cerca de R$ 83,8 milhões em tentativas de fraude

Contudo, estudo realizado pela ClearSale revelou queda de 15,7% no valor das tentativas, em relação a 2022