Homens e mulheres trabalhando na frente de vários computadores, usados para blockchain

Blockchain é uma solução para os desafios da cibersegurança

2 minutos de leitura

Por ter organização descentralizada e altamente criptografada, tecnologia pode ser aliada para empresas que investem na transformação digital.



Por Redação em 28/05/2019

Principais destaques:
– Blockchain pode ajudar empresas a evitarem ataques criminosos;
– Diversas indústrias já estão implantando a tecnologia em seus negócios;
– Para a Gartner, blockchain é uma tendência que empresas não podem negar;
– Tecnologia é tema de matéria da Negócios Digitais, publicação da Embratel.

A era digital é um caminho sem volta. São inúmeras empresas que hoje apostam na TI como base dos negócios e não mais como ferramenta para aumento de eficiência. No entanto, a utilização de Inteligência Artificial e de outras inovações para a otimização de processos e a adoção de dispositivos inteligentes para coletar dados trouxeram também algumas preocupações sobre segurança.

Toda empresa deve se preocupar com a segurança em um cenário de transformação digital. E o blockchain pode ser uma solução quando, cada vez mais, cibercriminosos conseguem sofisticar as investidas contra uma companhia, como mostra o artigo “Desafios da cibersegurança na era do blockchain” da publicação Negócios Digitais da Embratel.

Vantagens da tecnologia

O blockchain tem uma organização descentralizada e criptografada, sendo mais seguro que outros sistemas. Ainda há resistência das empresas na adoção, mas diversas indústrias já começaram a considerar a inovação, como as de manufatura, saúde e energia. Em 2017, 82% das operações em blockchain foram feitas por serviços financeiros. Este número caiu para 46% em 2018.

Mas, 77% das empresas entrevistadas pela consultoria Gartner afirmaram não ter planos de incorporar o blockchain em seus sistemas de informação.

Para a Gartner, o blockchain oferece vantagens imensuráveis para a segurança de dados, como criptografia de e-mails e mensagens em aplicativos, e ir contra a tendência desta inovação não é cautela, mas uma atitude perigosa.

5 perguntas para entender o que é blockchain

O que é?
Uma série de blocos de informação conectados em cadeia.

O que tem em cada bloco?
Cada bloco possui: dados + identificação única (chamada de hash) + informação da hash do bloco anterior ao qual está conectado.

O que acontece se um dado for alterado?
A hash muda e com a nova identificação os outros blocos conectados precisaram ser validados novamente.

Como é feita a validação?
Como não existe uma instituição centralizadora (como um banco), a validação é feita por todos os nós dessa cadeia. Como existem muitas testemunhas com acesso a todo o histórico de transações de um bloco, é mais difícil fraudar ou fazer alterações em blocos específicos.

O que faz o blockchain ser seguro?
As informações no blockchain são todas criptografadas e quem é capaz de validar ou não uma transação são os próprios computadores (via lógicas e algoritmos internos) e não as pessoas que operam essas máquinas.

Quer saber mais? Acesse a publicação Negócios Digitais (ND) e leia a íntegra desta matéria.


E-book gratuito: saiba como implementar uma cultura de cibersegurança na sua empresa

Saiba mais


Matérias relacionadas

multicloud hibrida Conectividade

Empresas melhoram resultados com uso de multicloud híbrida

Explorar os diferenciais de funcionalidades e custos dos provedores implica novas abordagens de gerenciamento e tomada de decisão

satelite da embratel Conectividade

Cindactas da Força Aérea vão usar comunicação satelital da Embratel

Comando da Aeronáutica contrata serviços na Banda C, com satélite Star One C3

baixa conectividade significativa Conectividade

Brasil tem maioria da população com baixa conectividade significativa

Levantamento do Cetic.br/NIC.br apontou que os brasileiros tem deficiências no acesso, no uso e na apropriação da rede

jornada digital Conectividade

Conectividade continua crucial para jornada digital dos bancos

Especialistas do mercado financeiro mostram como a hiperconectividade habilita mercados e negócios