plataformas digitais

Plataformas digitais para venda de bilhetes crescem no setor de transportes

Meios de pagamento digitais estão em expansão; no setor de transporte, um relatório da Masabi confirma a tendência e destaca os benefícios de uma plataforma exclusiva para isso



Por Redação em 07/01/2022

O conceito de “Pagamentos de Tarifas como Serviço” (FPaaS, do termo em inglês Fare Payments as a Service) pode reduzir custos tanto para as empresas de transporte público quanto para os passageiros. Além disso, os sistemas de pagamento sem contato simplificam a vida dos usuários, pois tornam o serviço mais ágil, e dos fornecedores, pois promovem maior segurança. 

Uma pesquisa da Mastercard no Brasil mostrou, inclusive, que 75% dos entrevistados pretendem continuar usando o pagamento por aproximação após o fim da crise pandêmica. Para 88% deles, esse método de pagamento traz mais conveniência. Ou seja, os pagamentos digitais são um caminho sem volta. 

No setor de transportes, a transição para o novo modelo de negócios é um dos serviços prestados pela Masabi, uma empresa de tecnologia sediada em Londres, que desenvolve e comercializa serviços de bilhetagem móvel para transporte público, por meio da criação de uma plataforma de serviços. Essa plataforma é custeada por todos os usuários, que têm como benefício a redução de custos e também as atualizações e integrações. 

Por meio de interfaces APIs, a plataforma pode conectar vários serviços de mobilidade, pagamentos e vendas de tickets e ingressos. Segundo a Masabi, quando as prestadoras de serviços de transporte passam a fazer o que sabem (mobilidade), deixando a criação de meios de pagamento para fornecedores especializados, suas chances de melhorar o desempenho e a rentabilidade aumentam. 

Menor risco, maior escalabilidade e custos reduzidos

“Ao invés de cada empresa desenvolver seu próprio sistema, com todas as etapas necessárias e atualizações constantes, uma plataforma específica para isso é mais simples de gerenciar. Ela pode receber recursos conforme o serviço se expande, além de ter riscos reduzidos de operação”, destaca a Masabi em um relatório que mostrou que a grande maioria das empresas do setor de transportes, na América do Norte, têm interesse em modernizar o serviço de venda de bilhetes. 

Segundo o estudo, elaborado em 2019, a maneira como são operados os sistemas de emissão de cobrança de tarifas para transporte público não mudou muito nas últimas décadas, mas novas formas de vender passagens chegaram ao mercado. 

O levantamento mostrou que para 59% das empresas consultadas, a atualização de sistemas é difícil e 35% gastam entre 10% e 20% do faturamento com serviços de emissão de tickets. 



Matérias relacionadas

setor eletrico ciberseguranca Estratégia

Digitalização do setor elétrico requer cuidados em cibersegurança

O aumento de ataques a empresas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica deve ampliar investimentos em segurança digital em 2021, inclusive no Brasil

saúde digital Estratégia

Saúde digital vai dobrar em 5 anos e América Latina está ficando para trás

Pesquisa mostra que Estados Unidos e China, que já concentram 60% desse mercado, devem manter a dianteira, sendo que a falta de interoperabilidade é entrave para países em desenvolvimento

tendências de tecnologias do Gartner Estratégia

CIOs integrados a negócios pautam tendências de tecnologias do Gartner para 2022

Consultoria lista as 12 principais tecnologias para o ano e mostra como os CIOs estão cada vez mais integrados às decisões de negócios

CEO nuvem Estratégia

CEOs precisam mergulhar na nuvem para vencer corrida de US$ 1 tri até 2030

McKinsey levanta que vários segmentos industriais têm a possibilidade de aumentar EBITDA em 20%, desde que os CEOs mergulhem no cloud cumputing na próxima década