streaming

Streaming revoluciona a forma de consumo de conteúdos audiovisuais

2 minutos de leitura

Pesquisa aponta que 69% dos entrevistados deixaram de assistir à TV aberta e passaram a utilizar plataformas de streaming; 48% são fiéis à marca



Por Redação em 29/11/2021

O mercado de serviços de streaming, no Brasil, não é novo. A Netflix, por exemplo, iniciou suas atividades no país em 2011. No entanto, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Opinion Box, empresa especializada em pesquisas de mercado e customer experience, o segmento mudou bastante nos dois últimos anos. Ao comparar os dados do novo relatório com o levantamento feito em 2019, a empresa constatou que mais pessoas passaram a utilizar o serviço, algumas plataformas se fundiram ou deixaram de existir, abrindo espaço para novas.

Dentre os entrevistados, nada menos que 69% deixaram de assistir à TV aberta e passaram a consumir somente serviços de streaming. 66% também deixaram a TV fechada pelo mesmo motivo. A pesquisa foi realizada em novembro de 2021 e ouviu  2.054 internautas de todos os estados brasileiros, sendo a maior parte deles (45%) com idade entre 30 e 49 anos. Confira os principais resultados do levantamento.

Netflix permanece como principal plataforma de streaming

A pesquisa avaliou nove marcas – Netflix, PrimeVideo, Disney+,TV+, HBOMax, GloboPlay, GooglePlay, Now e Star+. Em todos os critérios avaliados, o destaque ficou para a Netflix. Abaixo da Netflix, na maioria dos gráficos, está a Amazon Prime Video, bem avaliada especialmente no critério de preço, no qual 65% consideraram “ótimo” e 27% como “bom”.

Outra marca que chamou a atenção foi a Disney+, que estreou no mercado brasileiro em 2020. 39% dos entrevistados afirmaram que consideram utilizar a plataforma, 23% já utilizaram pelo menos uma vez e 19% assinaram a plataforma nos últimos 12 meses.

Experiência do consumidor

No ranking de satisfação, a Netflix também se destacou, ficando em primeiro lugar, embora empatada com a HBO Max. Em seguida vem o Amazon Prime Video, Disney+ e Star+.

Nesse quesito, foram avaliadas questões como frequência de novidades e lançamentos, opções de planos e assinaturas, opções de dispositivos para assistir aos conteúdos, facilidade de usar o serviço, sistema de recomendações e catálogo disponível.

Comportamento de compra

Nos últimos dois anos, 58% dos entrevistados passaram a utilizar alguma das plataformas disponíveis. Destes, 37% o fizeram nos últimos 12 meses. 64% assistem streaming pela televisão. 87% assistem filmes e 84% séries. 

O preço ainda é o item mais determinante para a escolha do serviço (59%), seguido pela presença de filmes e séries da preferência do consumidor (54%). 

Apesar da variedade de plataformas, nem sempre elas são utilizadas pelos usuários. 34% chegam a assinar vários streamings sem utilizá-los em sua totalidade. 



Matérias relacionadas

multicloud hibrida Conectividade

Empresas melhoram resultados com uso de multicloud híbrida

Explorar os diferenciais de funcionalidades e custos dos provedores implica novas abordagens de gerenciamento e tomada de decisão

satelite da embratel Conectividade

Cindactas da Força Aérea vão usar comunicação satelital da Embratel

Comando da Aeronáutica contrata serviços na Banda C, com satélite Star One C3

baixa conectividade significativa Conectividade

Brasil tem maioria da população com baixa conectividade significativa

Levantamento do Cetic.br/NIC.br apontou que os brasileiros tem deficiências no acesso, no uso e na apropriação da rede

jornada digital Conectividade

Conectividade continua crucial para jornada digital dos bancos

Especialistas do mercado financeiro mostram como a hiperconectividade habilita mercados e negócios