Febraban Tech
tecnologia no mercado financeiro

Febraban Tech: 5 tendências e insights sobre tecnologia no mercado financeiro

5 minutos de leitura

Cada vez mais as instituições bancárias apostam em inovação e tecnologia no mercado financeiro para atrair novos clientes



Por Redação em 05/06/2023

Cada vez mais as instituições bancárias têm investido em tecnologia e inovação, para oferecerem melhores experiências aos seus clientes. Iniciativas para promover maior agilidade e flexibilidade se tornaram prioridade do setor, juntamente com as soluções focadas em segurança. 

De acordo com Rodrigo Mulinari, diretor do Comitê de Inovação e Tecnologia da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), e Sérgio Biagini, sócio-líder da Deloitte para a Indústria de Serviços Financeiros, a resiliência da indústria financeira e a confiança no setor bancário se tornaram fundamentais para a sustentação dos negócios.

As tendências e insights sobre tecnologia no mercado financeiro fazem parte da programação da Febrabran Tech 2023, o principal evento do setor financeiro, que acontece entre os dias 27 e 29 de junho, em São Paulo (SP).

Metodologia da pesquisa Febrabran e resultados

Recentemente a Deloitte realizou a Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária. Esta é a 31ª edição do levantamento, que é realizado anualmente e tem o objetivo de mapear o real estágio da tecnologia no mercado financeiro no Brasil.

De acordo com a Deloitte, esta edição foi dividida em duas etapas. A primeira tem como foco os investimentos e tendências em tecnologia. Já a segunda abordará temas como transações bancárias e comportamento do consumidor.

A pesquisa foi realizada entre dezembro de 2022 e março de 2023, por meio de entrevistas e formulários eletrônicos. Na amostragem via formulários, 16 bancos participaram, o que representa 84% do setor no país. Já as entrevistas foram concedidas por 28 executivos, todos eles da área de tecnologia bancária.

Os resultados mostraram que a indústria bancária realizou grandes avanços tecnológicos ainda em 2021, optando por jornadas mais ágeis, customizadas e sem atrito. No ano seguinte, o setor consolidou essas ações. Já em 2023, os dados entraram em cena com grande relevância. Cada vez mais, o segmento está trabalhando com base em dados relacionados ao comportamento e necessidades dos clientes. Além disso, a cultura organizacional está evoluindo, paralelamente aos avanços tecnológicos. 

Os investimentos em cloud aumentaram, assim como as iniciativas para elevar o nível de cibersegurança. Outro ponto importante é o atendimento, que, embora seja digital, está cada vez mais humanizado.

Os ativos digitais continuam em ascensão na pauta das instituições bancárias, assim como NFTs (tokens não fungíveis), tokens e o real digital. 

Prioridades dos bancos em 2023

Dentre as prioridades apontadas pela Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária, estão cinco pontos principais:

  • análise e exploração dos dados obtidos via Open Finance;
  • transformação cultural do Banco;
  • moedas e ativos digitais;
  • expansão de transações via chatbot;
  • confiança do consumidor no compartilhamento de dados.

Tecnologia no mercado financeiro deve avançar

Na agenda da área de tecnologia bancária existem prioridades como: cloud, inteligência artificial, cibersegurança, ESG e tokenização. A pesquisa apontou algumas demandas essenciais para o segmento, que listamos abaixo.

1. Otimização do legado e priorização de cloud

tecnologia no mercado financeiro

Segundo a pesquisa, cerca de 67% dos entrevistados já migraram algumas das suas aplicações para cloud pública ou privada.

Investir em cloud, para empresas do segmento, significa otimizar recursos, já que é possível armazenar grande volume de dados de forma segura. Além disso, esses dados podem ser processados em tempo real, com flexibilidade e escalabilidade. Outro ponto importante é a conformidade.

Uma das vantagens da nuvem é que a tecnologia no mercado financeiro permite que os bancos atendam aos requisitos regulatórios com soluções personalizadas. De acordo com a Febraban, 80% dos players do setor financeiro, no mundo, adotam estratégia multicloud

2. IA como tecnologia essencial para automação

A inteligência artificial avança com aprendizado de máquina (machine learning) a passos largos. Como resultado, há uma visível melhoria da eficiência, da precisão e da segurança dos processos, além do fato de que a IA analisa e identifica padrões em grandes volumes de dados. Isso possibilita melhores previsões sobre o mercado, decisões automatizadas e identificação de possíveis fraudes. 

3. Segurança cibernética inteligente

tecnologia no mercado financeiro

Os investimentos em cibersegurança são essenciais para lidar com os riscos que surgem com o aumento de dispositivos e sistemas on-line.

Alguns executivos do setor de tecnologia bancária revelaram, inclusive, que suas instituições não são apenas provedores de serviços financeiros, mas também focadas em segurança. Por isso, pretendem direcionar investimentos em segurança cibernética para infraestrutura, prevenção às ameaças e gestão de identidades e acesso. A contratação de especialistas em segurança da informação também é citada pelos executivos como uma prioridade. 

Outro Insight na área de segurança cibernética é a associação de IA nos processos. De acordo com o relatório, a segurança inteligente precisa ter capacidade para agrupar diferentes informações, sejam elas físicas ou digitais. “A identidade digital é fundamental no ecossistema financeiro, pois se torna sinônimo de integridade validada”, aponta a pesquisa. 

4. Movimentos emergentes

Entre os cinco assuntos mais falados no setor bancário estão: ESG, tokenização de ativos, real digital, 5G e metaverso. 

Sobre ESG, os bancos dizem estar bem estruturados na parte de governança corporativa e apoio social. A grande questão é evoluir nas questões ambientais e sustentáveis. No entanto, em TI, o maior foco está na eficiência energética e no descarte de devices

5. Tecnologias emergentes

A tokenização de ativos é a representação digital de ativos físicos como imóveis, ações ou títulos. Os tokens são representações criptografadas, com tecnologia blockchain, o que garante a segurança, negociados pelo setor financeiro. Os novos modelos de negócios baseados em tokens podem agilizar o processo de transações e negociação de ativos. A tokenização permitirá novas formas de avaliar e garantir o lastro de ativos.

O real digital, moeda criada pelo Banco Central para oferecer maior eficiência nas transações financeiras, está em fase de desenvolvimento. Seu desenvolvimento deve gerar oportunidades para reformulação e criação de vários produtos no setor bancário nacional. A expectativa do mercado é de que a sua formalização virá acompanhada da desburocratização da tokenização.

O 5G é o grande facilitador disso tudo. No sistema bancário, a tecnologia será uma facilitadora para o desenvolvimento de mais aplicações aliadas à internet das coisas (IoT). Trata-se de “conectividade de ponta”, que deve ser associada a novos modelos de negócios.

Já a usabilidade do metaverso ainda está em discussão no setor bancário. A tecnologia exige maturidade e conhecimento para ser aplicada na criação de novos negócios para o setor. No entanto, o metaverso pode possibilitar a tal vantagem competitiva que os bancos esperam. Dentre as oportunidades, estão a gamificação, que pode atrair novos clientes, fidelizando-os com experiências imersivas. A criação de ambientes corporativos mais atraentes também é uma opção para atrair e reter talentos para as instituições.

Febrabran Tech 2023 e a tecnologia no mercado financeiro

O mais importante evento do setor bancário brasileiro acontece em São Paulo (SP), de 27 a 29 de Junho.

De acordo com a organização, esta edição terá 11 trilhas, 8 palcos e mais de 100 palestrantes, além de 186 empresas expositoras entre instituições bancárias, empresas e startups.

Entre os temas abordados no Febraban Tech 2023, estão: Open Finance, Meios de Pagamento, Inteligência Artificial e IA generativa, Economia Tokenizada, Dados, Metaverso e Web3, Nuvem, Cibersegurança, Internet das Coisas, 5G, Fintechs, bem como os aspectos ambientais, sociais e de governança (ESG). 

Acompanhe a cobertura completa aqui no Próximo Nível.



Matérias relacionadas

regulamentacao da ia Inovação

Regulamentação da IA pode acontecer no âmbito do Mercosul

Parlamentares e especialistas debatem sobre uso de legislação comum na região

agro febraban tech Inovação

Agro terá trilha exclusiva no Febraban Tech 2024

Evento que acontece em São Paulo é reconhecido como um dos mais importantes do setor financeiro

ia identifica tumores Inovação

IA identifica tumores cerebrais com 95% de precisão

Estudo australiano revela a eficácia da inteligência artificial na identificação de tumores

ia responsavel febraban tech Inovação

IA Responsável é tema central da Febraban Tech 

Nesta edição, a IA Responsável se tornou trilha temática do evento, que acontece entre 25 e 27 de junho em São Paulo