Febraban Tech
5g e iot

Bancos apontam 5G e IoT como tecnologias disruptivas 

< 1 minuto de leitura

Levantamento da Febraban mostra testes e parcerias para o 5G no setor bancário



Por Redação em 27/06/2023

A indústria bancária lidera, no Brasil, a adoção de tecnologias entre o setor privado. Em 2022, o volume do investimento chegou a R$ 34,9 bilhões, um crescimento de 18% em relação a 2021. Este aumento foi impulsionado pela implementação de tecnologias que atendem as necessidades de escalabilidade e de flexibilidade para as organizações, tais como cloud e inteligência artificial. 

De acordo com a Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária, realizada em parceria com a Deloitte, a expectativa é de crescimento ainda maior para 2023, podendo chegar a 29% de crescimento sobre os valores investidos no ano passado.

5G e IoT, além de outras tecnologias disruptivas

De acordo com o levantamento, alguns bancos já estão realizando protótipos, parcerias e produtos mínimos viáveis (MVPs), uma espécie de teste, envolvendo o 5G. Mas o que se espera da quinta geração de telefonia móvel?

Para os executivos entrevistados, há uma expectativa de que o 5G traga mais conectividade, agilidade e que esteja intensamente integrada com a Internet das Coisas (IoT). Mais do que isso, eles esperam que a partir da “conectividade de ponta”, possam criar novos modelos de negócio.

Leia Também:

Nuvem coloca futuro em movimento na Febraban Tech 2023

Os especialistas também já mapearam as barreiras para esse avanço e elas incluem: desafios importantes relacionados à arquitetura de rede, expansão territorial, preço e disponibilidade de aparelhos 5G, como modems e pontos de vendas (POS ou as famosas maquininhas de cartão). 

A liderança de tecnologia de 16 bancos que participaram da pesquisa também destacou quatro principais pontos já visíveis com o 5G. O quarteto envolve (1) aumento de cobertura e de conectividade, (2) diminuição da latência, (3) inovações no atendimento das agências, com melhor mobilidade e mais agilidade, e (4) mais aplicações ligadas à IoT.



Matérias relacionadas

drex liquidez Inovação

Drex: mais liquidez com uso de ativos

Clarissa de Souza, a responsável pela arquitetura que suportará a nova moeda digital, explica a sua funcionalidade e segurança

inclusao mulheres Inovação

Inclusão das mulheres na liderança também chega ao setor financeiro

Para Marisa Reghini, características femininas como colaboração e visão holística têm muito a contribuir para a evolução do setor como um todo

tendencias digitais Inovação

Sete tendências digitais para a década, segundo Sandy Carter

Executiva da Unstoppable Domains é especialista em web 3.0 e apontou caminhos na recente SXSW

bancos preparacao quantica Inovação

Bancos, indústrias e pesquisadores trabalham na preparação quântica

Tecnologia ainda depende de respostas da ciência básica, mas empresas já buscam antecipar as oportunidades e desafios com computação e comunicação baseadas nas propriedades de partículas elementares