Como uma montadora de carros usa IA e Machine Learning para gerar novos negócios

Como uma montadora de carros usa IA e Machine Learning para gerar novos negócios

3 minutos de leitura

Durante o Futurecom Digital Series Industria, Angelo Figaro, CIO da Renault Nissan Mitsubishi, mostrou as iniciativas criadas a partir dessas tecnologias.



Por Redação em 08/06/2021

Durante o Futurecom Digital Series Industria, Angelo Figaro, CIO da Renault Nissan Mitsubishi, mostrou as iniciativas criadas com IA e Machine Learning.

Já imaginou dirigir um veículo que enviará uma notificação alertando o momento que uma revisão precisará ser feita? Essa é uma das realidades que a Renault Nissan Mitsubishi quer oferecer para os seus clientes – e aqui não são somente o final, mas fornecedores e concessionárias também.

São projetos que utilizam Inteligência Artificial e Machine Learning para conseguir “otimizar o processo fabril para cada vez mais buscar eficiência”, como disse Angelo Figaro, CIO da companhia, durante um painel no Futurecom Digital Series Industria.

FIQUE POR DENTRO: 4 setores que possuem maturidade com Inteligência Artificial

Olhando especificamente para a Indústria 4.0, o executivo destacou o uso condicional das tecnologias na predição do maquinário. “Nós produzimos um carro por minuto e cada minuto parado é potencialmente uma perda grande de eficiência e rentabilidade para a organização.”

Para otimizar o processo fabril, a Renault Nissan Mitsubishi adotou diversas tecnologias de captura de dados – como RFID e sensores LoRa (saiba mais aqui). Assim, os profissionais têm uma noção de quando o maquinário precisará de uma manutenção.

“A gente atua muito de forma condicional, em que o sensor avisa que uma trepidação ou um ruído é diferente do normal. Quando há um alerta, a gente atua dentro do período de manutenção estabelecido para consertar a máquina”, disse Figaro.

A barreira em ter uma predição mais assertiva, destacou o executivo, é o volume de dados. “É um tipo de operação que exige um grande histórico de dados, mas estamos gerando esse volume hoje para amanhã apontarmos qual é o problema de uma máquina e a melhor correção para ela.”

IA e Machine Learning para auxiliar na venda de automóveis

Outra iniciativa da montadora visa ajudar as concessionárias a manter um bom índice nas vendas de automóveis. Ainda mais que a companhia tem uma cadeia de três meses – em que “preciso saber hoje o que será produzido nos próximos 90 dias”, comentou Figaro.

Porém, como o próprio executivo ressaltou, há um desafio para as concessionárias porque elas não sabem o que vão vender na próxima semana. Então, a companhia desenvolveu um projeto baseado em IA e Machine Learning para dar insights para essas lojas.

Esse projeto começou há um ano e utiliza um histórico de cinco anos da companhia. “Recuperamos uma série de informações do mercado, utilizando 117 variáveis distintas. Começamos, então, a avaliar a influência dessas variáveis na quantidade de veículos que a gente tem para um período de três meses”, explicou.

Em resumo, o que a Renault Nissan Mitsubishi faz é dizer para cada concessionária qual veículo ela pode pedir mais e qual não deve ter tantas unidades no estoque, para criar um mix de produtos que vai auxiliar nas vendas. “Tivemos uma acurácia de 92% por concessionária”, revelou Figaro.

Outros projetos pensando no futuro

A Renault Nissan Mitsubishi ainda estuda outras maneiras de utilizar a Inteligência Artificial e Machine Learning em toda a sua cadeia. Apesar de não ter dado detalhes, Figaro comentou que uma iniciativa é entender como as tecnologias podem beneficiar também os fornecedores.

Já outra é o uso de telemetria em carros conectados para que clientes da marca consigam identificar algum problema ou saber o período de uma revisão do veículo. Além disso, há estudos com cidades inteligentes envolvendo tráfego em ambientes urbanos e rodovias.

“São iniciativas que estudamos ainda para entender quais são os modelos [de IA e Machine Learning] que poderíamos usar. Nosso desafio é que há uma deficiência de dados para nos levar aos melhores resultados, mas estamos testando hipóteses para trazer assertividade”, concluiu

Confira outros conteúdos sobre o Futurecom Digital Series Indústria:

Principais destaques desta matéria

  • Renault Nissan Mitsubishi utiliza Inteligência Artificial e Machine Learning para fomentar novos negócios.
  • Um deles é prever possíveis paradas nas máquinas, permitindo uma manutenção antes das operações serem interrompidas.
  • Outra ação: o uso de dados para tentar ajudar as concessionárias a compor o estoque de olho em vendas futuras.
  • Confira outras iniciativas da marca compartilhadas durante o Futurecom Digital Series Indústria.


Matérias relacionadas

cidades inteligentes Inovação

Tecnologia habilita cidades inteligentes

A tecnologia permite que os municípios entendam as demandas dos cidadãos, invistam em segurança pública, melhorem o trânsito, entre outros quesitos das cidades inteligentes

usina de Ouro Branco Inovação

Parceria com Embratel habilita indústria 4.0 na Gerdau

Com tecnologia da Embratel, a Gerdau vai implantar uma rede privativa dedicada 5G e LTE 4G em uma de suas fábricas, viabilizando os conceitos da indústria 4.0

Inovação

Desenvolvimento de IA dá lugar a BPO em planejamento de CFOs, aponta Gartner

Departamentos financeiros vão investir em outsourcing para implementar inteligência artificial em seus negócios em busca de mais sucesso nos projetos

Inovação

Metaverso exigirá mais cuidado com proteção de dados

O uso de um óculos de realidade aumentada por cerca de 20 minutos pode levar à captação de 20 milhões de dados de reações, biometria e comportamento