energia solar

Telecomunicações têm fonte de “energia gratuita”

2 minutos de leitura

Fonte solar já vem sendo empregada para complementar energia convencional há mais de uma década



Por Redação em 20/09/2023

A geração solar vem sendo uma fonte complementar de energia para o setor de telecomunicações por mais de uma década. Em muitas partes do mundo, os sistemas de energia híbridos, que dependem de placas solares para complementar o fornecimento das concessionárias tradicionais, são uma alternativa as geradores movidos a diesel. A diferença é que agora a geração solar tem sido cada vez mais empregada para suportar operações de telecomunicações.

Há dois tipos de implementações de “energia gratuita”, que não é fornecida e nem cobrada pelas concessionárias. O primeiro deles é para sistemas que off grid, ou seja, que não estão interligados à rede de distribuição de energia. Isso acontece, por exemplo, em regiões remotas da África ou mesmo do Brasil. Nessas configurações, a energia solar complementa ou substitui os geradores a diesel para minimizar o consumo de combustível e, consequentemente, reduzir as emissões de carbono.

Leia também:

Torres eólicas e data center podem formar “casamento perfeito”, mostra especialista

O outro tipo é mais interessante e revelador, de acordo com Davi Wilson, diretor da Vertiv, em artigo para o site ISE, dos Estados Unidos. De acordo com ele, a segunda forma de implementação é adotada globalmente e tem como foco os locais onde os custos de eletricidade são altos ou há um histórico de desempenho de rede não confiável. Ou ainda, a combinação dos dois.

“Esta tendência é significativa não pela escala de adoção, que permanece relativamente limitada nas nações do primeiro mundo, mas pelo que representa – a primeira incursão significativa na energia solar para redes de telecomunicações nos Estados Unidos”, diz ele. Faz parte de um esforço maior em toda a indústria para gerenciar o aumento do consumo e dos custos de energia.

Consumo de energia em telecomunicações tende a crescer

energia solar

Independente do modelo, o consumo de energia pelos vários segmentos de telecomunicações tende a crescer, puxado pelo crescimento populacional e o consequente aumento do número de pessoas e dispositivos conectados.

Outro complicador é proliferação de aplicações de computação pesada nesses dispositivos. Para resumir: já é considerável a parcela das telecomunicações no consumo global de energia. Somente as empresas do setor são responsáveis ​​por cerca de 2-3% da utilização global de energia 1 e por 1,4% das emissões de carbono.



Matérias relacionadas

drex liquidez Inovação

Drex: mais liquidez com uso de ativos

Clarissa de Souza, a responsável pela arquitetura que suportará a nova moeda digital, explica a sua funcionalidade e segurança

inclusao mulheres Inovação

Inclusão das mulheres na liderança também chega ao setor financeiro

Para Marisa Reghini, características femininas como colaboração e visão holística têm muito a contribuir para a evolução do setor como um todo

tendencias digitais Inovação

Sete tendências digitais para a década, segundo Sandy Carter

Executiva da Unstoppable Domains é especialista em web 3.0 e apontou caminhos na recente SXSW

bancos preparacao quantica Inovação

Bancos, indústrias e pesquisadores trabalham na preparação quântica

Tecnologia ainda depende de respostas da ciência básica, mas empresas já buscam antecipar as oportunidades e desafios com computação e comunicação baseadas nas propriedades de partículas elementares