IA no ecossistema financeiro

2 minutos de leitura

Veja o que diz Economista e autor da W Fintechs, Walter Pereira, sobre inteligência artificial no sistema financeiro



Por Redação em 12/09/2023

O economista e autor da W Fintechs, Walter Pereira, foi entrevistado por Luiz Gustavo Pacete, editor da Forbes Tech, durante a gravação do segundo episódio do programa Forbes Talks. Com o tema: IA no ecossistema financeiro, Pereira fez um mergulho no universo financeiro e tecnológico. 

O bate papo mostra uma nova perspectiva sobre o impacto da inteligência artificial (IA) generativa no ecossistema financeiro. Para Pereira, a tecnologia já vem sendo usada por bancos há alguns anos, mas agora conta com o apoio da IA generativa, o que proporcionará a conquista de um próximo nível.

“Desde 2016, aproximadamente, a gente acompanha várias aplicações de IA no setor, como os chatbots, por exemplo. Mas agora, com a IA generativa, estamos falando de algo que vai além: IA melhorando processos internos e externos, combate a fraudes, análises, ou seja, agora vamos começar a vivenciar o potencial da IA nessa indústria”, declarou ao Forbes Talks.

“O uso da inteligência artificial no setor permitirá o ganho de capacidade computacional, ajudando as instituições bancárias e financeiras a trazerem valor aos clientes, por meio dos dados gerados pelo sistema. E esse é, sem dúvida, um novo momento para o ecossistema financeiro”, pontuou.

Computação quântica

Pereira conta que a IA já causou um impacto relevante na estrutura dos bancos e corretoras, e que agora a tecnologia se amplia para melhorar ainda mais a experiência dos consumidores. Além disso, ele chamou a atenção para a computação quântica, que junto à inteligência artificial, fará uma verdadeira revolução no setor.

“Não podemos deixar de falar em IA sem adicionar a conversa sobre computação quântica, ou seja, as decisões que tomamos hoje em computação normal serão inúmeras vezes mais rápidas — o que, conectado com IA, vai ampliar, de uma forma como nunca presenciamos, a capacidade computacional. Isso não só mudará o sistema como também vai criar novas indústrias, novos ciclos de inovação, produtos e serviços.”



Matérias relacionadas

drex liquidez Inovação

Drex: mais liquidez com uso de ativos

Clarissa de Souza, a responsável pela arquitetura que suportará a nova moeda digital, explica a sua funcionalidade e segurança

inclusao mulheres Inovação

Inclusão das mulheres na liderança também chega ao setor financeiro

Para Marisa Reghini, características femininas como colaboração e visão holística têm muito a contribuir para a evolução do setor como um todo

tendencias digitais Inovação

Sete tendências digitais para a década, segundo Sandy Carter

Executiva da Unstoppable Domains é especialista em web 3.0 e apontou caminhos na recente SXSW

bancos preparacao quantica Inovação

Bancos, indústrias e pesquisadores trabalham na preparação quântica

Tecnologia ainda depende de respostas da ciência básica, mas empresas já buscam antecipar as oportunidades e desafios com computação e comunicação baseadas nas propriedades de partículas elementares