ia novos condutores

IA pode reduzir acidentes de trânsito, aumentar fluidez e formar novos condutores

2 minutos de leitura

Brasil segue tendência global e aposta em alta tecnologia para melhorar a formação de condutores e o tráfego em geral



Por Redação em 11/04/2024

A conectividade e o uso de novas tecnologias para melhorar a vida nas cidades é um caminho sem volta e as smart cities comprovam isso. De acordo com a Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), são quase 120 milhões de veículos circulando no Brasil, atualmente. Com o aumento de motoristas nas vias, cresce também a responsabilidade sobre a segurança no tráfego. Nesse sentido, empresas apostam em tecnologia e inovação, usando inteligência artificial (IA) para reduzir acidentes, aumentar a fluidez do trânsito e formar novos condutores. Outros aliados, como Analytics sustentada pela conectividade da Internet das Coisas (IoT), também entram em cena para melhorar a realidade do trânsito nas cidades.

Nesse sentido, alguns recursos já estão sendo utilizados para melhorar a condução dos veículos, a mobilidade e a segurança viária. Hoje em dia, os sistemas de IA conseguem, por exemplo, identificar um padrão sobre o modo de dirigir de cada pessoa, também conhecido como “assinatura” digital dos condutores de veículos.

Essa oportunidade fez aumentar o número de sistemas e aplicativos que permitem melhorar a fluidez nas vias, monitorar o comportamento dos motoristas e até diminuir o número de acidentes, a partir da análise dos dados comportamentais individuais. A IA também vem sendo usada para auxiliar a formação de condutores.

IA para formar novos condutores

Alguns órgãos oficiais de monitoramento de trânsito e até mesmo policiais já adotaram o uso de imagens em tempo real para acompanhar os deslocamentos, analisar informações relacionadas à velocidade dos veículos e a possibilidade do condutor ter ou não cometido infrações, como avançar em um sinal vermelho ou não respeitar a faixa de pedestre.

Para Ana Cecília D´andrea, gerente comercial do SuperPrático, uma plataforma intuitiva direcionada aos Centros de Formação de Condutores (CFC), o uso de IA está cada vez mais presente no cotidiano, e deve ser utilizado para facilitar a vida das pessoas.  

“Com o uso da IA, é possível aumentar de forma exponencial a fiscalização e diminuir a quantidade de situações acidentais. É possível, também, analisar a concentração de veículos em uma única via, auxiliando as autoridades na hora de gerenciar o trânsito intenso. Além disso, a IA auxilia no processo de formação de condutores. A plataforma SuperPrático, por exemplo, contribui para evitar fraudes na emissão de CNH, resultando em condutores mais eficientes no trânsito”, justificou.

Para ela, o setor está em constante evolução e mais novidades devem surgir ainda em 2024, no que diz respeito à otimização do trânsito. 

“A cidade de Fortaleza foi a primeira cidade da América Latina a receber um sistema inovador, que usa inteligência artificial, e que chamou a atenção de todo país: o sistema ilumina a faixa de pedestres quando é identificada a presença humana no local, com o intuito de proporcionar mais segurança no trânsito”, exemplificou.

A inteligência artificial consegue, por exemplo, fazer a identificação de pedestres, mesmo se estiverem transitando em sentidos opostos na faixa, o que aumenta a visibilidade de quem faz o percurso a pé e chama a atenção do condutor. “Esse apoio acontece também nos momentos de baixa circulação e menor iluminação, como na madrugada”, contou.



Matérias relacionadas

futurista ray kurzweil Inovação

“Nostradamus da IA”, Ray Kurzweil fala em mudança de paradigma

Para o futurista, a IA está se aproximando rapidamente de um ponto em que poderá superar a inteligência humana

ia-generativa Inovação

IA Generativa: o novo momento da inteligência artificial

Segundo o Gartner, em um estudo lançado recentemente, cerca de 55% das empresas já apostam em IA generativa

ia ameaca ou ferramenta Inovação

No próximo nível, a IA será ameaça ou ferramenta para a segurança de dados?

Assunto foi debatido por Paulo Martins, diretor de Segurança da Informação da Embratel, Diego Aristides, CTO do Sírio-Libanês, e Bruno Pina , CEO da Synapse e Advisor de Estratégias de Futuros

tecnologia agro Inovação

Tecnologia é chave para o agro enfrentar o clima

Mudanças climáticas estão entre a prioridade número 1 de produtores rurais; fornecedores de software contam como estão ajudando a vencer essa barreira