Internet avança nas áreas rurais do Brasil

2 minutos de leitura

Segundo a pesquisa TIC Domicílios 2021, o uso de internet no país aumentou durante a pandemia, em todas as regiões, embora a conectividade no campo ainda seja menor



Por Redação em 14/07/2022

A quantidade de usuários de internet na área rural do país aumentou em 2021, na comparação com pesquisa realizada em 2019, passando de 53% dos indivíduos com dez anos ou mais para 73%. Além disso, entre o período pré-pandemia (2019) e 2021, houve um acréscimo de 20 pontos percentuais na proporção de residências com acesso à rede nessas regiões, passando de 51% para 71%.

Considerando áreas urbanas e rurais, estima-se que, em 2021, 81% da população usou a Internet nos últimos três meses – o que corresponde a 148 milhões de indivíduos. Também foi registrado um aumento significativo na proporção de usuários da rede nas regiões Norte (83%), Sul (83%) e Nordeste (78%) em relação a 2019.

Os dados são da pesquisa TIC Domicílios 2021, divulgada em junho pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br). O levantamento, realizado todos os anos desde 2005, visa medir a posse de dispositivos, o uso, o acesso e os hábitos da população brasileira em relação às Tecnologias da Informação e Comunicação. A coleta de informações para o relatório foi feita de forma presencial, entre outubro de 2021 e março de 2022, incluindo 23.950 domicílios e 21.011 indivíduos com idade superior a dez anos.

“A pesquisa confirma a relevância do acesso à Internet no contexto da pandemia, em especial com o avanço das atividades de trabalho e estudo remotos. Em comparação ao período que antecedeu a crise sanitária, houve uma ampliação da presença da Internet nos domicílios e de seu uso por indivíduos, sobretudo, nas áreas rurais”, confirmou Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br|NIC.br, em release encaminhado pelo comitê.

Conectividade aumentou, mas smartphones ainda são os principais dispositivos

Segundo o levantamento, no período analisado a presença de conexão de Internet nos domicílios aumentou, com destaque para a população enquadrada nas classes D/E (61%, o que representa aumento de 11 pontos percentuais). Com isso, do ponto de vista da conectividade, a disparidade entre os domicílios das classes A e D/E se reduziu. 

O uso de computadores, no entanto, manteve-se estável (39%), sendo que o dispositivo é mais comum em domicílios das classes A/B, em zonas urbanas (42%, contra 20% em áreas rurais). 

Enquanto isso, 64% dos usuários de internet acessam a rede por meio de smartphones. Principal dispositivo de acesso à Internet desde 2015, houve um aumento de 6 pontos percentuais no uso exclusivo do telefone celular entre 2019 e 2021. O indicador é maior entre os que vivem nas áreas rurais (83%), no Nordeste (75%), entre pretos (65%) e pardos (69%), de 60 anos ou mais (80%) e aqueles que pertencem às classes D/E (89%). Entre os usuários da classe C, o acesso à Internet exclusivamente pelo celular passou de 61% em 2019 para 67% em 2021, atingindo um contingente de 51 milhões de pessoas. 

Entre os domicílios conectados, 61% deles utilizam cabo ou fibra óptica como o principal tipo de conexão à rede. Porém, essa infraestrutura é menor nas regiões Norte (53%) e Nordeste (54%). Na região Norte, inclusive, as redes móveis são o principal tipo de conexão (33%).



Matérias relacionadas

Conectividade

Londres lança política de inclusão digital para conectar um quarto da população

Quase 2 milhões de londrinos têm acesso limitado à Internet, enquanto 3% não tem nenhum acesso. Programa social visa atacar esse déficit.

Conectividade

Assinaturas 5G podem chegar a 4,4 bilhões até 2027, segundo Ericsson

Número de assinaturas 5G já chegou a 1 bilhão no mundo e a percepção é que a nova tecnologia está avançando mais rápido que as antecessoras

conexao 5g Conectividade

Claro inaugura serviço de 5G+ em Brasília

A capital do Distrito Federal será a primeira a ter o serviço de 5G+ na faixa de 3,5 GHz da Claro, habilitando melhores experiências aos seus clientes

embratel 5g Conectividade

Embratel pontua avanços que o 5G deve proporcionar

A empresa de tecnologia vê oportunidade de explorar tendências tecnológicas e está de olho, principalmente, no avanço da IoT com a chegada do 5G