reInvent

re:Invent 2023: tudo o que aconteceu no principal evento de cloud do mundo

5 minutos de leitura

Com um público participante de mais de 50 mil pessoas, a AWS premiou a Embratel como empresa parceira do ano 2023



Por Redação em 23/01/2024

O ano de 2023 foi marcado por avanços significativos na área de tecnologia. Não por acaso, o setor evoluiu em todas as áreas. Para celebrar as novidades da nuvem (cloud), a AWS realizou, em Las Vegas, nos Estados Unidos, no final de 2023, mais uma edição do Amazon Web Services re:Invent. Um evento grandioso, que acontece simultaneamente em vários hotéis da cidade, com programação diferenciada, por vezes, bastante técnica, e para um público global. Focado nas redes de negócios, o re:Invent contou com a participação de mais de 50 mil pessoas interessadas em cloud, vindas de diversas regiões do mundo.

Entre as novidades apresentadas no encontro, a AWS fez uma série de anúncios, entregou prêmios, apresentou a tecnologia, falou sobre seu desenvolvimento a pleno vapor, ofereceu network de primeira e possibilitou aprendizados técnicos aos participantes. O evento ainda apresentou uma área de exposições, com estandes (tradicionalmente) liderados pelas maiores empresas. Apesar disso, as pequenas e médias também tiveram espaço garantido no evento.

E como não poderia ser diferente, a Embratel, parceira brasileira da AWS, esteve presente e trouxe diversos insights para o Brasil. Conversamos com alguns dos representantes da empresa que participaram do evento em Las Vegas, para saber um pouco mais sobre tudo o que aconteceu no re:Invent 2023: Diuliana França, Diretora de Serviços Cloud B2B; Marcio Queiroz, Executivo de Soluções Cloud; e Marco Cordeiro, Líder de Arquitetura de Soluções Cloud.

re:Invent: um grande encontro de pessoas do setor

Para Diuliana, a possibilidade de encontrar pessoas do nicho, em um evento do porte do re:Invent, é o que faz essa oportunidade ser ainda mais grandiosa. “É um evento bastante técnico, mas que traz um público que não é só técnico. A gente encontra muita gente. Apesar de ter alguns milhares de pessoas, conseguimos identificar e encontrar profissionais do nosso ciclo. Tivemos a oportunidade de encontrar muitos clientes, muitos parceiros do Brasil, assim como da América Latina”, contou.

“O evento é uma inspiração. Envolve um ecossistema muito grande. Não necessariamente é preciso ter conhecimento técnico para poder vivenciar o re:Invent. Falando especificamente dos visitantes do Brasil, encontramos muitos CTOs, CIOs, CEOs. As empresas investem para estar lá, porque entendem que é uma oportunidade enorme de atualização”, relatou Queiroz.

O Brasil esteve no palco, como destaque, em diversos momentos. Não só com os cases das Eleições Brasileiras de 2022, que a Embratel protagonizou como parceiro integrador do projeto, mas com o Nubank, por exemplo. “O Nubank (Brasil) esteve no palco principal do evento com uma solução de pix (ninguém sabe o que é pix nos Estados Unidos), revolucionando com um desafio imenso o palco principal”, contou.

Foto: Reprodução/AWS

Prêmio: State or Local Government Partner of the year

E logo no primeiro dia do evento, a AWS reconheceu a Embratel como uma importante parceira da empresa na difusão de serviços em nuvem. “Receber o prêmio de parceiro do ano foi um momento muito especial. Imagina estarmos na plateia do evento de cloud mais importante do mundo, e nossa empresa sendo reconhecida como a grande parceira do ano em projetos de setor público. Nós tivemos não só o privilégio de vivenciar esse momento, como também recebemos, juntos, esse prêmio”, declarou Diuliana.

Para ela, o prêmio “State or Local Government Partner of the year” (ou “Parceiro do ano da administração estatal ou local”, em tradução livre), “representa que estamos no caminho certo. Usamos a tecnologia e atendemos nossos clientes com excelência, e isso foi reconhecido pela AWS. Foi um momento muito especial”, completou a Diretora de Serviços Cloud da Embratel.

Para Marco Cordeiro, o re:Invent é um divisor de águas. “É a diversidade de público. Você encontra um executivo, seus parceiros e clientes, e há também um público extremamente técnico, promovendo uma troca muito interessante entre todos esses públicos. Na verdade, todo mundo se encontra e discute aquele ‘borbulhar de ideias’. Você respira tecnologia. Não tem como não sair mexido dali”, revelou.

Eleições 2022: a parceria da Embratel com a AWS que virou case do re:Invent

A história conduzida pela Embratel nas Eleições de 2022 foi destaque no re:Invent. Um projeto em parceria com a AWS para a efetivação das eleições presidenciais, que aconteceram em outubro de 2022. A partir do uso de nuvem pública, a AWS e a Embratel foram responsáveis pela solução de entrega de conteúdo contratada pelo Tribunal Superior Eleitoral brasileiro para a divulgação dos resultados das eleições, além de todo o desenvolvimento dos aplicativos usados nas eleições, como o e-Título.

Diuliana conta que esta foi uma das palestras de abertura do evento conduzida pelo time de arquitetos da AWS que também atuaram no projeto. “Abrindo as sessões, foi apresentado o case das eleições, em que a AWS contou como foi executado o projeto, em parceria com a Embratel. A grandiosidade, a arquitetura construída, os produtos e serviços utilizados, quais eram os desafios que a gente enfrentou, do ponto de vista das expectativas que giravam em torno das eleições, das altas volumetrias que estariam envolvidas, porque mesmo com dados históricos, como aprendemos ‘cada eleição é uma eleição’. Foi um sucesso e virou case mundial da AWS”, disse ela.

Segundo Cordeiro, como a maioria do público que estava assistindo a palestra era dos Estados unidos e não vive o fenômeno de uma eleição eletrônica, tampouco com as dimensões do Brasil, com a divulgação dos resultados ocorrendo num time frame muito curto, numa janelinha de quatro horas, o case chamou muito a atenção.

“Era uma população de 200 milhões de pessoas querendo saber o que estava acontecendo. Então, realmente, foi uma volumetria sem precedentes, mesmo considerando os cases apresentados anteriormente, que mostravam recordes dentro da nuvem, como a final SuperBowl de anos anteriores, por exemplo. A gente ultrapassou esse nível, para surpresa dos presentes”, comentou o especialista da Embratel.

Diuliana contou que o prêmio conquistado foi de um projeto no setor público. “A gente falou um pouquinho do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), além de outros casos. Então, hoje podemos dizer que a Embratel é um grande parceiro do setor público, mas também do setor privado, em que avançamos muito em 2023. O nosso posicionamento é esse, de entregar a solução mais adequada para o negócio do cliente. Este caso das eleições mostra exatamente isso, a tecnologia viabilizou uma demanda de negócio do TSE, para entregar segurança, transparência, acesso e facilidade ao cidadão, que foi traduzida em todo este projeto.

Amazon Q no re:Invent: a inteligência artificial generativa da AWS

Foto: Frederic Lardinois /TechCrunch

Um dos principais anúncios da AWS no re:Invent foi o lançamento do Amazon Q.

Trata-se de um novo assistente de IA Generativa da empresa. Altamente personalizável para as empresas, a ferramenta surge como alternativa capaz de responder perguntas, resumir conteúdos e executar tarefas. Para isso, o sistema utiliza os dados da empresa.

“O Amazon Q, que é quem interage com você, conversa e até responde. Faz análise a partir do que você escreve, do que você fala e do que você mostra visualmente. É algo absurdo, é quase como, de fato, você interagir com máquinas não só de forma escrita, mas utilizando outros meios também”, explicou Marcio Queiroz.

Para o especialista da Embratel, foi muito interessante ver de perto o que a AWS, que tem um corpo grande de desenvolvedores, muito focado nos clientes, está lançando. “Então, a AWS passa, durante um ano, lançando algumas centenas de novas features em cima dos produtos que integram sua estrutura. O re:Invent é justamente o momento em que eles lançam todas essas features produzidas ao longo do ano, e elas são replicadas nos eventos menores que existem em todo o mundo”, apontou. Queiroz explicou, ainda, que as edições menores no Brasil acontecem de forma regional, sendo no Nordeste, Sudeste, Sul, Centro-Oeste, além de um evento maior, que é realizado todos os anos em São Paulo, o Summit AWS.

Para finalizar, Diuliana conta que uma mensagem que ficou do evento e vai ao encontro com a forma como a Embratel já vem atuando com seus clientes é estar pronto para entregar ao cliente ” o seu impossível”. A principal palestra para parceiros no evento reforçou esta mensagem. “O que a gente precisa fazer para que possa realmente entregar para o cliente aquilo que ele não consegue fazer sozinho, aquilo que vai fazer a diferença, que vai promover a alavancagem do negócio e entregar valor ao que ele busca?”, concluiu Diuliana.



Matérias relacionadas

porto maravalley Inovação

Rio de Janeiro cria hub tecnológico Porto Maravalley

Presença de startups e curso superior do IMPA, dentre outras inovações, trarão novas oportunidades à zona portuária do Rio de Janeiro

ia generativa Inovação

IA generativa está entre as tendências de 2024

Na lista de tecnologias que devem se destacar em 2024, a IA generativa se destaca. Porém, para especialistas, ainda há desafios a superar

ia generativa idc Inovação

Gastos com IA generativa chegarão a US$ 143 bilhões em 2027

Avaliação da consultoria IDC mostra crescimento acima das taxas de TI

Odelio Horta Inovação

Futuro da IA é a promoção do bem-estar humano, defende Odélio Horta Filho

Executivo explica a importância da governança de dados, com base nas tecnologias habilitadoras, como a nuvem, para que órgãos públicos extraiam o melhor da IA em prol da sociedade