Seul, na Coreia, testa plataforma no metaverso

2 minutos de leitura

A Praça da Cidade de Seul virtual e locais de eventos integram um programa piloto que pretende levar várias atividades para o metaverso



Por Redação em 16/05/2022

A cidade coreana de Seul lançará em breve a Praça da Cidade de Seul virtual e ambientes para eventos em realidade aumentada, durante um programa piloto que pretende testar o uso do metaverso. O projeto, denominado Metaverse Seul, está sendo conduzido pelo Instituto de Tecnologia de Seul (SIT) em parceria com o governo local. 

O metaverso imersivo poderá ser acessado por meio do site do SIT, que tem a ajuda da empresa de tecnologia 3D Factory.

Vale explicar que Seul já é uma das cidades mais conectadas do mundo, com mais de 95% de seus dez milhões de habitantes conectados a serviços 4G ou 5G. Além disso, a prefeitura oferece uma extensa rede de Wi-Fi gratuito com mais de 100 mil pontos de acesso.

Experiência imersiva no metaverso

Os usuários conectados ao metaverso poderão criar seus avatares e entrar no ambiente virtual, onde terão informações em tempo real sobre temperatura, clima e ar da cidade real. Quando a plataforma for oficialmente aberta ao público, por exemplo, as cerejeiras virtuais da Praça da Cidade de Seul estarão florescendo. Além disso, o recurso de sincronização em tempo real da plataforma permitirá que os visitantes vejam o local virtual mudar de acordo com a estação e o horário.

Passando pela passarela subterrânea que atravessa a praça, os usuários podem chegar à área onde serão realizadas reuniões remotas, conferências e coletivas de imprensa. Para tanto, esse ambiente (que suporta várias reuniões simultâneas) estará equipado com um sistema de chat virtual e os apresentadores poderão compartilhar suas telas e fazer transmissões ao vivo de links externos.

O objetivo é que o ambiente seja usado também para outros eventos, incluindo a Seoul Beauty Week, quando os cidadãos podem se envolver em atividades virtuais e participar das ações de forma remota. 

A cidade também planeja organizar experiências culturais no metaverso, como a recriação da  histórica Yukjo-geori (Rua dos Seis Ministérios), da dinastia Joseon, além de desenvolver meios de pagamento virtual para obras de arte expostas como NFTs (tokens não fungíveis).

Metaverso Seul contribuirá para criar cidade inteligente

A plataforma ajudará a consolidar o acesso a diversos serviços da cidade, por meio da tecnologia de gêmeos digitais, além de facilitar o acesso a imagens de segurança locais, relatar incêndios e melhorar a infraestrutura pública. 

Por exemplo, o serviço S-Map já fornece um gêmeo digital para planejamento urbano, monitoramento de incêndio em tempo real e análise de trajetória do vento. Um serviço de segurança chamado Ansimi App também conecta os usuários aos serviços da polícia de Seul, que podem acessar dados de localização local e feeds de câmeras para acelerar as investigações. 



Matérias relacionadas

justica 4.0 Inovação

Justiça 4.0: entenda a transformação digital do judiciário

Em janeiro, o Programa Justiça 4.0, que busca aproximar o Poder Judiciário da população e agilizar os serviços, completou um ano

Inovação

Entenda como o 5G vai impulsionar o DeFi

A quinta geração de telefonia vai viabilizar diversas tecnologias, como a IoT, cujos dispositivos contribuem para a segurança e a descentralização da blockchain

Inovação

Metaverso é a nova dimensão do varejo

Para além do e-commerce tradicional, algumas redes varejistas estão propondo aos seus clientes experiências imersivas em um ambiente de realidade estendida

Inovação

6G somente em 2030

Sexta geração de telefonia trará ainda mais velocidade e estabilidade; porém, a previsão é de que esteja disponível apenas em 2030