webserie industria 4.0

Não basta ter tecnologia disponível, é preciso habilitar a inovação

2 minutos de leitura

Para Silvio Meira, em um mundo onde os mercados integram ecossistemas habilitados por plataformas, é vital escolher os parceiros de tecnologia



Por Redação em 06/12/2022

Parceria Editorial

O mundo passa por grandes transformações, em todos os campos do conhecimento, e a tecnologia é cada vez mais essencial para viabilizar soluções mais assertivas, rápidas e econômicas. Exemplos disso são a chamada indústria 4.0, que inclui estratégias para maior produtividade, redução de acidentes e melhor comunicação com a cadeia de abastecimento, ou mesmo a área de saúde, que demanda decisões urgentes ou outras soluções que precisam de previsibilidade, análise de dados ou mesmo melhor organização das prioridades e informações. 

Em todos estes casos, o 5G viabiliza soluções que melhoram a experiência do usuário. “De 5G a Web3, de IoT a IA, de machine learning a gêmeos digitais, de decisões algorítmicas ao metaverso, a lista só cresce”, disse Silvio Meira, cientista chefe da TDS Company, à websérie “Vamos habilitar o Próximo Nível?” – produzida em parceria pela Embratel e pelo jornal Valor Econômico.

Em sua visão, as empresas precisam estar atentas ao negócio e entender a importância da inovação. “Transformar é inovar, e inovar é mudar o comportamento de agentes, no mercado, como fornecedores ou consumidores de qualquer coisa”, destacou.

Tecnologia não inova, mas habilita inovação

Na avaliação de Meira, sem tecnologia não existe inovação. “Em um mundo em que mercados são parte de ecossistemas habilitados por plataformas, é vital escolher parceiros que vão habilitar o seu negócio não só com novas e revolucionárias tecnologias, mas que podem criar e agregar valor estratégico, capaz de habilitar o seu próximo nível de competitividade”, pontuou.

Na visão do especialista, a tecnologia não inova, necessariamente, mas é essencial para habilitar a inovação. “São as pessoas que inovam, e em rede. Já faz muito tempo que o mundo se tornou complexo, descentralizado e distribuído”, destacou.

Segunda temporada da websérie 

O objetivo da websérie – que está na segunda temporada – é mostrar como a tecnologia habilita novas soluções para os negócios e para a vida das pessoas.

No primeiro episódio da nova websérie, José Formoso, CEO da Embratel, e Marcelo Melchior, CEO da Nestlé Brasil, se encontram na fábrica mais moderna da multinacional de alimentos, em Caçapava (SP), e explicam como as empresas têm atuado em conjunto para desenvolver tecnologias e atualizar as operações da Nestlé.



Matérias relacionadas

inteligencias individual social e artificial Inovação

O que você sabe sobre as Inteligências Individual, Social e Artificial?

Em e-book, Silvio Meira, André Neves e convidados tratam das potencialidades da IA como extensão das capacidades humanas

ia em saas Inovação

Empresas de SaaS surfam com Inteligência Artificial

Recursos são integrados a outras plataformas e personalizados, em alguns casos

empresas apostam em IA generativa Inovação

Gartner: 55% das empresas apostam em IA generativa

A pesquisa contou com a participação de 1400 líderes executivos, durante webinar

fórmula 1 Inovação

Tecnologias habilitam a Fórmula 1 em São Paulo

Grande Prêmio brasileiro é um dos mais tecnológicos do mundo e conta com 5G e Wi-Fi 6, além de outras inovações